COMO AJUDAR

Sendo Sócio (mínimo 2 euros mensais); Voluntário / Apadrinhar; Adoptando um animal Donativos em géneros: Ração para cão/gato; Mantas / Camas / Casotas; Anti-parasitários Donativo monetário: NIB: 0035 0774 0013 9251 33043 NIF: 506 350 312 TLM - 938514487 ( deixe sms ou telefone das 7h30 as 8h15 ou depois das 19h00) Email: sobreviver.setubal@hotmail.com



sexta-feira, maio 08, 2009

AJUDE- Adopte ou Acolha temporariamente


A Sobreviver precisa de si, sem a sua ajuda é impossivel contornar este problema.

8 comentários:

cg disse...

Olá. Gostaria de me informar sobre o acolhimento temporário.
Sou de Lisboa e, se não tiver que cobrir as despesas todas, estaria disponível para acolher um cão ou cadela de porte pequeno.

Sandra Melo disse...

"Sendo claro até ao momento para todos os que visitam este site e diariamente recebem apelos em nome da Sobreviver para a necessidade de adopções mas sobretudo donativos para custear as despesas destes animais,que a situação aqui retratada não corresponde aoque realmente se passa, e embora pareça não parece haver diposição da Sobreviver para esclarecer de uma vez por todas qual a situação dos vários animais que recolheram do canil municipal após este resgate, qual o seu destino e em que condições foram permitidas as adopções, apelo aos responsáveis, membros e não membros que tanta disponibilidade mostram para entretecer elogios uns aos outros por entre infidáveis apelos, que usem também algum do seu tempo para esclarecer cabalmente o público sobre que ajudas foram recebidas, exactamente para quê e para quem foram destinadas, que animais se encontram ou não para adopção e em que condições. Estariam a prestar um serviço não só à sua própria credibilidade, que se constrói com acções concretas e não com palmadinhas nas costas entre amigos, mas sobretudo a contribuir para desconstruir a ideia generalizada de que as associações que trabalham de alguma forma com animais apenas servem para pedir sem mostrar resultados.
Sandra Melo
Setúbal

Filomena Cajada disse...

D.Sandra Melo, como mera pessoa que gosta de animais e de os ajudar, resolvi responder através da forma que a Sra. usou para criticar de forma negativa e grosseira a Associação Sobreviver.

Aliás como é hábito das pessoas que fazem parte da Associação da qual a Sra. faz parte.

Como tal pergunto-lhe se por um mero acaso a Sra. acha que os animais (apenas alguns deles mostrados neste bloco de fotografias) desta situação desumana, hedionda e grotesca foram tratados e esterilizados de forma gratuita? Conhece algum veterinário que por mto colaborador que seja com as associações o faça? E estes animais foram e são alimentados por quem? Pela Associação da qual a Sra. faz parte? Pela Câmara Municipal? ou pela Associação Sobreviver, Fat's e donativos de anónimos.

Se a Sra. se sente tão indignada porque não foi junto da Câmara Municipal oferecer ajuda neste caso.

Sabe, mais que tentar destruir o trabalho de pessoas que o fazem com mérito, decência, boa vontade e honestidade, a Sra. devia sair da cadeira e ir para o terreno ver como se trabalha realmente em prol do bem-estar dos animais maltratados e abandonados.

Curiosa como sou deve calcular que já fui pesquisar várias associações e tenho o prazer de conhecer o trabalho de duas que merecem todo o respeito e apoio. E até são duas associações que trabalham de forma semelhante embora o nº de pessoas ajudar seja diferente, e ambas são frequentemente alvo de criticas destrutivas por parte da Associação à qual a Sra. pertence.

É lamentável que numa situação como esta de que se fala agora, pessoas como a Sra. não tenham ido ajudar, pois é...

Provavelmente mais que o bem-estar destes animais, incomoda-a mais o apoio de 500 euros que a Câmara Municipal deu à Sobreviver. Pois então pegue no telefone e ligue para a clínica veterinária que cuidou dos animais deste caso e pergunte qual o valor que está em dívida pela Associação, talvez assim da próxima vez antes de deitar abaixo as pessoas que trabalham, fique calada ou tente ajudar.

Faça críticas construtivas e deixe de se incomodar com quem trabalha e tem motivos para festejar e até se auto-elogiar com todo o mérito.

Se as Associações fossem mais colaborantes entre si provavelmente os animais sairiam a ganhar.

Desculpe a rudeza das palavras, mas não suporto pessoas que se dizem a favor dos animais e depois não saiam à rua para fazerem algo por eles.

Quem realmente faz trabalho de terreno tem que o mostrar, doutra forma não poderão ter ajudas de simples desconhecidos como eu. Só dando visibilidade ao trabalho realizado se consegue apoios.

Espero que se mais alguma vez ler algo escrito por si, seja algo construtivo, pois situação como esta, com resultados destes em cerca de um mês, não haverá muitas.

Parabéns à Sobreviver e a todos que ajudaram estes animais, especialmente aos que tiveram a coragem de os adoptar sabendo o estado de saúde em que se encontram.
Filomena Cajada
Quinta do Conde

Anónimo disse...

desta situaçao deste comentario axo que nao devem ligar a fracos comentarios so ajuda quem quer,quem nao quer esteja quieto e nao arraze com o bom trabalho que faz a sobreviver porque quem nao gosta de animais nao gosta de ninguem .Força e um bem haja a quem o faz

Anónimo disse...

desta situaçao deste comentario axo que nao devem ligar a fracos comentarios so ajuda quem quer,quem nao quer esteja quieto e nao arraze com o bom trabalho que faz a sobreviver porque quem nao gosta de animais nao gosta de ninguem .Força e um bem haja a quem o faz

Anónimo disse...

AO LIGUEM A COMENTARIOS DE GENTE ORDINARIA POIS KEM NAO GOSTA DE ANIMAIS NAO GOSTA DE NINGUEM EMMMMMMMMMFIM COM TANTA MA DESPOZIXAO DESSA DITA PESSOA VA A FARMACIA K AINDA VENDEM COMPENSAN TENHA VERGONHA VA-SE TRATAR K NAO FALTA AI E PSIKIATRAS.FORÇA SOBREVIVER FORÇA

Luís disse...

Gostava de deixar uma palavra de apreço à Filomena Cajada. Embora aprecie imensamente animais, no particular dos cães, por não ter condições e tempo útil para estar com eles, opto por não os ter. É contudo de enobrecer as instituições, muitas sem fins lucrativos, que apenas pela boa vontade de voluntários e colaboradores conseguem dar dignidade e uma vida melhor a estes seres que muitas das vezes são abandonados à sua sorte e pior ainda, maltratados. Quem pratica estas acções são indivíduos que pela sua conduta exprimem tudo sobre si, nada mais a dizer, pois não merecem que gastemos palavras com eles. Sobre a Filomena Cajada, percebe-se que é uma acérrima defensora dos animais, que têm em si uma importante aliada nesta cruzada contra a crueldade humana. Permita-me parabenizá-la pela forma soberba como respondeu à D. Sandra Melo e, tendo depreendido que colaborará com estas instituições, desejar-lhe que mantenha o seguramente excelente trabalho que tem vindo a desenvolver. Bem haja!

Anónimo disse...

conheço um cazo de uma dita pessoa k tinha um york chaier colocou um produto na pel do menino e deixou de lhe dar de comer o menino de nome lord realmente tinha um xeiro orrivel tadino tipo xeiro de cadaver onde a sua dita dona dixe kas da vida real e ja mais o menino lord tinha sarna e foi ao canil da_lo para abate onde graças a deus apareceu a paula santos e sua amiga monica falaram com o doutor feliz e erea mentira k ele nao tinha sarna nenhuma sim maus tratos a gente capazes de tudo bem haja a estas Mulheres k lhe salvarao a vida .pois parece mmentira mas a gente capaz de tudo deviao ser castigadas por estes crimes porke sim e um crime kem x aperceber destes actos denunciem-o por favor sao actos criminozos.